Acesso aos Processos

Newsletter

Últimas notícias

Convênio TJSP/Apae: oportunidade de qualificação e inclusão a jovens aprendizes

Parceria também proporciona autonomia e convivío social.           Comprometido com políticas de inclusão social, o Tribunal de Justiça de São Paulo mantém convênio com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), para que jovens aprendizes com deficiência intelectual prestem serviços administrativos em unidades do TJSP. Firmado em outubro de 2014 e aditado em 2016, o acordo prevê a contratação de seis aprendizes, cumprindo jornada de seis horas diárias.         Semanalmente, os jovens comparecem à Apae para realização de acompanhamento e atividades voltadas à capacitação profissional. A Apae realiza visitas mensais aos locais de trabalho, para acompanhamento e apoio aos jovens, bem como orientações aos gestores. As etapas do processo de recepção e alocação de aprendizes se repetem a cada novo grupo, cabendo à Secretaria de Gestão de Pessoas do Tribunal (SGP) promover o alinhamento do processo de inclusão, atuando como interloculor entre as partes envolvidas.         Os aprendizes prestam serviços no Tribunal por no máximo dois anos e, durante esse período, é realizado rodízio entre nas unidades de trabalho, para que tenham uma vivência profissional persificada. O convênio entre TJSP e Apae já rendeu bons frutos: dos seis aprendizes que trabalharam no Tribunal no período de 2014/2016, quatro estão inseridos no mercado de trabalho formal, o que demonstra a importância da oportunidade de aprendizagem profissional e social. Para além da prestação de serviços administrativos, o convênio objetiva contribuir para a qualificação profissional desses jovens, auxiliando na aquisição de novos conhecimentos, autonomia, postura profissional e convívio social.           Comunicação Social – DM (texto) / JT (arte)         imprensatj@tjsp.jus.br
09/08/2018 (00:00)
Visitas no site:  45063
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia